Grupo Mirassol prevê crescimento de 50% na capacidade operacional em 2022

Empresa projeta dobrar área de armazenamento e gerar cerca de 190 postos de trabalho

23 de Junho de 2022

Por: Redação

O Grupo Mirassol, especializado em logística integrada prevê um crescimento de 50% de sua capacidade operacional em 2022. Percebendo a necessidade de expandir, a empresa anuncia que a partir do segundo semestre terá dois novos Centros de Logística Mirassol (CLM) em pontos estratégicos no interior de São Paulo, ampliando a área de armazenagem de 19 mil m2 para 40 mil m². 

Há alguns meses a M3 Logística, empresa do Grupo Mirassol especializada em armazenagem de químicos, viu a necessidade de ampliar seu espaço físico. Foi então que aconteceram duas mudanças importantes. A M3 foi para um condomínio logístico maior em Judiaí (SP), onde ficava a Mirassol Logística, que por sua vez também está em crescimento e está de mudança para um armazém maior em Louveira (SP). O novo CLM Jundiaí possui espaço para o crescimento da capacidade de recebimento e expedição de produtos químicos da M3, expansão que já estava no planejamento de crescimento em 22% no faturamento da M3 em 2022. 

A estrutura, que antes contava com duas docas, agora terá cinco. “Mais do que dobramos a capacidade de veículos acomodados para carga e descarga. Teremos áreas dedicadas ao modo de armazenagem blocado, espaço para o stage in/out, e sairemos de 6.500 para 9.800 posições-palete no sistema de verticalização, o que significa um aumento de 35%”, comemora Renato Hutter, gestor Operacional da M3. 

A Mirassol Logística, que estava em um espaço de 10 mil m², passa a ocupar um novo armazém com 27 mil m², em Louveira. Esse local permitirá triplicar sua capacidade de porta-paletes, e passa a contar com uma área climatizada com temperaturas que podem variar entre 15° C e 24° C. O objetivo é oferecer um serviço adicional que permite manusear produtos de maior valor agregado, como itens farmacêuticos, novo segmento em que irá atuar. 

O novo CLM Louveira será ocupado principalmente por um grande cliente do Grupo Mirassol, do segmento de máquinas agrícolas e construção civil. Ele tem potencial de crescimento de 25% em volume de vendas nos próximos anos e a expansão do Grupo Mirassol contempla essa previsão. Com essa mudança, a previsão da Mirassol Logística é gerar 150 novos postos de empregos diretos e indiretos na região. Essa nova mão de obra será necessária para operar o refeitório, limpeza, operadores de empilhadeira, analistas e auxiliares logísticos, e ainda controle de qualidade, devido ao aumento da capacidade operacional.

“Toda essa movimentação faz parte do plano de expansão até 2025. Nosso objetivo principal, além de manter esse crescimento dos últimos anos e acelerá-lo, é obter um maior equilíbrio dentro do grupo entre as áreas de transporte e logística”, aponta Sauro Andrade, gestor de Projetos do Grupo Mirassol. “Em paralelo a essa nova área em Louveira, o Grupo Mirassol inaugurou em maio um novo CLM em Caçapava, no Vale do Paraíba (SP). Com capacidade para até 50 mil posições-palete, vamos precisar aumentar o quadro de funcionários. A estimativa é gerar em torno de 40 novas vagas de emprego no município”, completa Andrade. 

Com todas essas mudanças consolidadas, o Grupo Mirassol projeta gerar nos próximos meses 190 vagas de emprego nas regiões de Louveira e Vale do Paraíba, além de triplicar sua área de armazenagem e sua capacidade operacional.

Tags: estrutura crescimento mao-de-obra mirassol


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MAIS POPULARES

Infraestrutura

Vibra investe R$ 70 milhões na ampliação no Porto de Miramar

Reconhecimento

VBR conquista certificado zero acidentes no transporte de produtos perigosos

Tecnologia

Brink's coloca à disposição chatbot para atendimento



LOG CONTENT